sábado, 1 de agosto de 2009

Permitir


Sinta o perfume trazido pela brisa da manhã, da terra aquecida pela tarde ensolarada, do sereno da noitinha que chega ao deitar da estrela maior ou até mesmo do frio da madrugada silenciosa.
Veja! Olhe em volta, assista todos os movimentos, cores de todos os tons.
Sinta a emoção que vem de dentro, sinta o pulsar do teu coração.
Escute! Ouça o menor barulho que te faz bem, ouça todas as batidas.
Junte e instrumente-as num musical.
Movimente-se! Deixa teu corpo bailar ao som da sua criação.
Ele está leve e se encanta pela sua obra;
Ele está feliz e saltita com toda leveza que tu tens.
Teu semblante mostra um lindo sorriso que não cabe mais em ti, instigando todos em volta, contendo o espectro da infelicidade.
Teu corpo agradece por permitir desabrochar o dom que está no interior, no íntimo, lá dentro e sua alma se encanta.

6 comentários:

  1. A coisa mais verdadeira que existe é ouvir o nosso coração e ser aquilo que ele suspira!

    ResponderExcluir
  2. Bailemos a existencia todos os dias!
    =)

    A foto casou muito bem com a poesia!

    bjinhos

    ResponderExcluir
  3. Adorei o texto.
    Parabens pelo blog.

    Vou voltar :)

    ResponderExcluir
  4. Mto linda sua expressão, sentimento à flor da pele, adorei e adoro sua escrita, bjosss, siga-me, vamos trocar nossas energias!!

    ResponderExcluir